192 SMART é destaque na EPTV: 5 minutos de economia em acidentes

192 SMART é destaque na EPTV: 5 minutos de economia em acidentes

A EPTV, afiliada da TV Globo na região de Piracicaba (SP), onde fica Limeira, a primeira cidade a implementar, no mês passado, o 192 SMART, destacou a funcionalidade do aplicativo, informando que a redução no tempo de atendimento de urgências pode ser de até 5 minutos com o uso do app.

“A tecnologia, que pode ser baixada em celulares smartphones, envia um alerta automático para a central do Samu quando há uma colisão”, destaca a reportagem, veiculada no último sábado (30 de setembro).

A médica Adriana Mallet, coordenadora do Núcleo de Educação em Urgências do Samu Limeira (SP) e idealizadora do projeto, conversou com a reportagem do Jornal da EPTV. “Independentemente se você estiver em um carro, uma moto ou uma bicicleta, o app vai perceber que você está em uma velocidade em torno de 50 quilômetros por hora e que em pouco tempo você perdeu a velocidade”, disse, explicando o funcionamento em caso de colisão.

Para assistir à reportagem completa, acesse o site da EPTV.

Leia a íntegra da reportagem:

Aplicativo do Samu de Limeira, SP, promete agilizar atendimento em até 5 minutos

Um aplicativo lançado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Limeira (SP) promete reduzir de 3 a 5 minutos o tempo de atendimento de ocorrências no trânsito. A tecnologia, que pode ser baixada em celulares smarphones, envia um alerta automático para a central do Samu quando há uma colisão.

Segundo a médica Adriana Mallet, coordenadora do Núcleo de Educação em Urgências do Samu e idealizadora do projeto, o aplicativo 192 Smart monitora em tempo real a localização do usuário enquanto o celular estiver ligado. “Independentemente se você estiver em um carro, uma moto ou uma bicicleta ele vai perceber que você estava em uma velocidade em torno de 50 quilômetros por hora e e em pouco tempo você perdeu a velocidade”, explica.

Segundo ela, essa queda brusca de velocidade é entendida pela tecnologia como um acidente, e um alerta para a central é enviado. Para instalar o aplicativo, o usuário deve baixá-lo e se cadastrar, informando tipo sanguíneo, idade, peso, número de telefone e outros dados.

A tecnologia existe há dois meses e é utilizada por cerca de mil usuários, segundo a médica. “O serviço já sai da base sabendo o tipo sanguíneo da vítima para já ativar o hospital um atendimento com mais qualidade”, afirma ela.

Adriana conta que a ideia surgiu após ela perder uma amiga vítima de um atropelamento no trânsito de São Paulo. Depois, ela conheceu a tecnologia, que é desenvolvida por uma startup chilena. O financiamento do projeto foi feito pela família da amiga e por cerca de 260 doações feitas por meio de crowdfunding.

Com a criação do sistema, a tecnologia foi cedida de graça pelos contratantes para prefeitura de Limeira por meio de de um termo de compromisso assinado em julho.

Category

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *